Aprenda a fazer a manutenção do piso intertravado

 

Ao ler esse artigo você vai aprender as melhores formas de fazer a limpeza e a manutenção do piso intertravado.

O piso intertravado é uma solução de alto valor estético, mas cuja principal característica é a praticidade no manuseio.

Com um desenho elaborado para o encaixe das peças sem a necessidade de colocação de argamassa, essas podem ser facilmente removidas, sem ser preciso quebrá-las para fazer reparos no subsolo. Isso facilita a manutenção do piso intertravado e das estruturas subjacentes.

Essas são apenas algumas das vantagens desse tipo de revestimento. Outro ponto alto é a durabilidade, porém, como em qualquer tipo de revestimento, a manutenção piso intertravado é necessária. Não obstante, seguindo as instruções contidas nesse artigo, você perceberá que até nisso esse tipo de piso tem suas vantagens associadas à praticidade.

manutenção do piso intertravadoManutenção Periódica

 

O primeiro procedimento a ser dominado por quem adota essa solução para o piso e revestimento do solo é a manutenção do piso intertravado periodicamente.

A boa notícia é que esse procedimento pode ser realizado somente uma vez por ano. Trata-se de uma necessidade decorrente da exposição do piso às condições ambientais e cíclicas, que levam à formação de uma camada de sujeira, que, ao longo do tempo, altera a aparência original do mesmo.

Para restaurar essa aparência original, a manutenção do piso intertravado deve ser realizada anualmente. Trata-se de um procedimento simples, ainda que trabalhoso, que inclui a utilização de vassouras e escovas duras, detergente e água. A escovação irá restaurar a aparência original.

Um cuidado que deve ser tomado é a verificação das juntas de selagem, responsáveis pelo encaixe dos blocos. Caso as juntas estejam vazias, devem ser preenchidas, assim como se deve identificar a causa da perda de areia.

 

Condições Especiais

 

Há algumas condições, no entanto, que requerem um tratamento específico. Certos tipos de sujeiras não são removíveis com o procedimento simples relatado acima.

Para esses casos, é necessário adotar medidas específicas para a remoção da sujeira.

Relatamos a seguir quais são esses casos e qual a solução que deve ser adotada para fazer a limpeza e manter a integridade dos pisos intertravados.

 

Graxas e gorduras

 

Em muitos casos, a área coberta pelos pisos intertravados está sujeita ao tráfego do veículo, de modo que as manchas de graxa são praticamente inevitáveis.

É possível, também, que a área esteja sujeita às manchas de gordura, decorrentes do preparo e do consumo de alimentos.

Ambos os tipos de sujeira requerem uma ação imediata, pois penetram no piso. A limpeza pode ser feita com pano ou com uso de papel absorvente. Caso não ocorra a limpeza de imediato, pode-se utilizar detergente, escova e água quente para a remoção das manchas.

Limo e ervas daninhas

 

Como o piso não usa rejunte, está sujeito ao aparecimento de ervas daninhas entre os blocos, o que é mais comum em áreas úmidas e com incidência de sombra. O mesmo ocorre com o limo.

Veja Também: [  Pisos Intertravados ]

Em ambos os casos, a utilização de herbicidas funciona como medida preventiva. Não sendo possível evitar, o material pode ser removido com uma espátula, procedimento que pode ser seguido da limpeza comum, feita com escovação.

As ervas entre os blocos podem ser removidas manualmente com a utilização de ferramentas apropriadas.

 

 

Eflorescências

As eflorescências são uma decorrência natural da presença do carbonato de cálcio existente no cimento. São manchas esbranquiçadas, que desaparecem naturalmente.

Caso não haja interesse em esperar que elas desapareçam naturalmente, é possível removê-las com o uso de produtos químicos para remoção de argamassa, que funcionam com esse tipo de mancha.

 

 

Manchas de asfalto

 

São manchas superficiais, que podem ser removidas com a aplicação de gelo, utilização de uma espátula, jatos de alta pressão ou produtos específicos para remoção de manchas de asfalto.

 

O mesmo procedimento pode ser utilizado para manchas de chicletes.

 

 

Pinturas e Grafites

 

Nesse caso, é preciso a utilização de solventes para remover a tinta, exceto quando ainda estiver fresca, quando ela pode ser removida sem o uso dos mesmos.

 

Após a aplicação do solvente, o procedimento é a realização da limpeza normal, usando água, escova e detergente.

 

 

Outros cuidados

 Há outros cuidados que devem ser tomados na manutenção do piso intertravado, como o controle da vegetação externa e remoção dos resíduos. Sem essa providência, cria-se um ambiente favorável à proliferação de microrganismos, principalmente os fungos, que geram aquelas manchas escuras no piso.

Quanto à proteção dos profissionais envolvidos na limpeza, devem usar EPIs, como botas, luvas, óculos de segurança e aventais para evitar o contato da pele com produtos químicos. Em ambientes fechados, deve haver uma boa ventilação.

O uso de jatos de mangueira deve ter uma inclinação não superior a 30 graus, de modo a evitar que a perda de areia da selagem.

Outras Publicações

×