Curral com brete individual ou coletivo: qual escolher?

Um curral é uma estrutura multifuncional em uma propriedade rural que possui a finalidade de conter, proteger e direcionar o gado.

Como essa estrutura realiza diversas funções, fica fácil entender que cada uma delas recebe um nome relacionado ao seu processo. 

Hoje, vamos falar sobre curral com brete individual ou coletivo e qual deve ser a sua escolha. 

O que é o brete?

Para vacinar, castrar, realizar tratamentos e marcar o gado, é necessário contê-lo e separá-lo com segurança. 

Dessa forma, o brete é um corredor que oferece a oportunidade de guiar e separar o gado.

 

Anatomia do brete de vacinação do gado 

A estrutura de um brete se caracteriza um corredor, troncos laterais, pranchões, vãos para saída de detritos e portões para passagem e isolamento.

Bretes convencionais para vacinação são feitos de madeira sobre uma pista de concreto que tem 0,025m de espessura na sua passagem interna e 0,05m nos pranchões.* 

*Regulamentação das medidas, segundo a Embrapa.

 

  • Altura: 1,60m;
  • Largura: 0,90m;
  • Largura interna: 1,00m;
  • Limite de distância do solo: 0,025m;
  • Altura das plataformas: 0,75m.

 

Há ainda bretes mais modernos com acolchoados em suas laterais, portões eletrônicos que não fazem barulho e mecanismos de levantamento do gado para realizar sua pesagem.

Bretes individuais feitos para descorna e marcação podem ter até 4m de comprimento.

Vantagens do brete

Uma das principais vantagens do brete é a preservação da carcaça do animal. 

Durante o manejo, o gado pode ficar estressado e com isso chocar-se contra as estruturas e acabar se machucando.

Como o brete é construído de forma a evitar que o gado de grande ou médio porte se debata ou tente retornar, os acidentes durante a vacinação e demais processos diminuem. 

Outra vantagem é que um curral com brete permite que além da vacinação, outros procedimentos podem ser realizados com segurança, sendo eles:

  • Marcação com brincos eletrônicos;
  • Coleta de fezes e sangue para exames;
  • Extração de chifres (mochação);
  • Aplicação de antiparasitários;
  • Tratamento do casco.

 

Parte do manejo também inclui separar o gado para sincronização de cio e inseminação artificial em rebanhos de gado de reprodução. 

Assim, pode ser necessário ter mais de uma estrutura ao final de cada apartadouro. 

Apartadouros são os portões nas partes finais de cada corredor que separa o brete dos currais.

Brete coletivo x Brete individual

O pecuarista que possui a necessidade de realizar procedimentos como os acima citados em mais de um gado por vez, se beneficia do brete coletivo.

As dimensões individuais são semelhantes, mas o gado precisa passar pelos corredores do curral com segurança, em mais de um, no caso. 

Na hora de construir, portanto, o curral. Deve-se levar em conta quantas cabeças de gado se possui, quantos animais deseja tratar por hora nas seringas e se a estrutura possui a estabilidade necessária.

Por isso, vendemos currais de concreto que, além de serem ótimas opções para currais em estruturas de leilões, eles são pré-moldados e adaptados à necessidade do pecuarista.

Curral de concreto

O curral de concreto é pré-moldado à necessidade do proprietário rural, logo, pode ser montado com quantos corredores forem necessários. 

Assim, se você precisa de um curral com brete individual ou coletivo, na ponta da caneta você deve considerar os seguintes números:

 

  • Até 100 cabeças: brete individual.
  • Mais de 100 cabeças: brete coletivo.

 

Como o brete coletivo fica lado a lado, é necessário ainda assim respeitar a passarela para a passagem dos funcionários e outras estruturas. 

Cuidados com o curral

Não é recomendado que nas fases da cria dos bezerros e reprodução, o gado fique confinado. 

Para preservar o casco do animal, o concreto não deve ser o piso escolhido para todo o corredor, exceto na parte interna. 

O piso do embarcadouro (estrutura que leva o gado para unidades de transporte) deve ter piso de concreto usinado e frisos antiderrapantes para que o animal tenha como se apoiar na subida.

Todo curral deve ter

  • Cocho para sal;
  • Bebedouro;
  • Cercados separados para operadores;
  • Porteiras e salas de apartação;
  • Cocho melaço;
  • Porteiras;
  • Brete;
  • Embarcadouro;
  • Vãos para escoamento;
  • Área de serviço

O formato da construção é que vai depender da finalidade do curral, se é de manobra, confinamento ou encerra.

Veja todos os produtos para fazenda do Grupo Concrenorte.

 

Outras Publicações

×