Dicas para não errar na hora de instalar lajes pré-moldadas

As lajes pré-moldadas se adaptam a todo tipo de construção e são muito práticas na hora de instalar.

No entanto, sabemos que os diversos tipos de lajes presentes no mercado podem te confundir. Para solucionar as dúvidas sobre o tema, preparamos algumas dicas especiais na hora de instalar sua laje.

 

O que é a laje pré-moldada de concreto?

São estruturas construídas para diversas finalidades. Basicamente, são uma superfície plana de concreto armado.

Elas podem servir para dar suporte a contrapisos ou simplesmente assumir como teto. Também serve para valorizar o imóvel, tanto pela parte estética quanto pela estruturação.

As lajes se apoiam em vigas (não é uma regra absoluta), e essas vigas se apoiam em pilares. Essa divisão ocorre para que a carga da edificação que vem do teto e/ou da caixa d’água seja distribuída de forma adequada.

De forma simples, as lajes são estruturas que servem para agregar valor, segurança e estética ao imóvel. Em algumas edificações elas são obrigatórias, inclusive. 

Vamos falar da laje pré-moldada nos próximos tópicos.

 

Laje de concreto moldada in loco

Embora o nosso foco seja nas pré-moldadas, temos que citar alguns modelos de laje de concreto que são moldadas e instaladas no local da construção.

 

Laje maciça: 

Essa é a opção mais utilizada no país.  Ela também recebe o nome de “laje simples”. É montada no canteiro de obras com o auxílio de formas de madeira resinada.

Nesse caso, o concreto é colocado nas formas que estarão em uma armadura de aço. A laje maciça é sustentada por vigas de concreto por darem mais segurança.

A principal vantagem desse tipo de laje é o grau altíssimo de resistência a fissuras e trincas.

Mas não se engane, esse modelo é bem pesado, devido ao volume do material utilizado. Por isso é muito importante que as vigas sejam reforçadas.

Essa não é uma opção tão barata. Pois, como já mencionado, é utilizado muito material, o que pode acarretar mais custos.

 

Laje cogumelo:

Esse modelo é muito similar ao anterior. A diferença é que a laje cogumelo é apoiada em pilares, não em vigas de concreto.

Obviamente, a ponta do pilar tem uma estrutura muito mais reforçada. É o modelo de laje in loco que tem a execução mais fácil.

 

Laje nervurada:

Esse tipo de laje recebeu esse nome porque a sustentação que vem da armação dela lembra muito nervuras. 

Utiliza-se concreto para preencher os espaços entre essas nervuras, mas outros materiais como isopor e tijolo podem ser utilizados. No entanto, o concreto é a opção mais segura.

Essa estrutura é utilizada com mais frequência em vãos grandes, como estacionamentos em subsolo de grandes shoppings e hipermercados, ou até mesmo de condomínios.

A título de curiosidade, as nervuras também podem dar uma boa estética para determinados locais. Galerias de artes, teatros grandes e museus são um ótimo exemplo para isso.

 

Entendendo as lajes de concreto pré-moldado

Diferente das lajes de concreto moldadas in loco, as pré-moldadas já chegam prontas no canteiro de obras e servem para inúmeros tipos de construções. 

Como elas são mais práticas de se instalar, há a economia no madeiramento, que geralmente é utilizado de forma excessiva na instalação de outros modelos. No entanto, elas devem ser bem escolhidas e ajustadas para evitar fissuras e trincas.

Atualmente, há inúmeros modelos de lajes pré-moldadas, as mais conhecidas são as de isopor e cerâmica. Na construção das de cerâmica, instalam-se vigotas e armaduras no formato de treliças.

Nessa opção, colocam-se lajotas entre os espaços da laje. Mas é importante ressalta que a cerâmica é muito frágil, seu transporte deve ser feito com cautela.

O outro modelo é bem semelhante, mas utilizam-se placas de isopor no espaço disposto entre as vigotas. As maiores vantagens dessa laje são o isolamento acústico e térmico, além do fácil transporte e a velocidade na instalação. 

Mas o isopor requer uma cola especial para que se tenha a aderência necessária, já que ele não permite furos.

Dicas para não errar na hora de instalar lajes pré-moldadas - Concrenorte

Laje protendida de concreto

A laje protendida possui uma espessura menor que a laje nervurada, que faz com que diminua o peso da estruturação, e dura muito mais que as lajes convencionais, pelo escasso aparecimento de fissuras.

Além de ter uma alta durabilidade, pode ser adaptada a qualquer outro tipo de estrutura, se tornando uma opção rentável, até mesmo, em pequenas construções.

Ela é aplicada através do processo de protensão nas vigas de aço, introduzindo movimentos repetitivos e rápidos na viga, que ajudam a anular ou reduzir tensões das trações no concreto. Quando isso ocorre, evita-se o surgimento de fissuras precoces. Sendo, hoje, uma das melhores opções do mercado.

 

Passo a passo da instalação da laje pré-moldada

É sempre aconselhável conversar com o engenheiro responsável pela obra antes de instalar a laje. Não esqueça de conferir o material na hora da entrega das peças de concreto e pedir todas as instruções necessárias.

Na hora de posicionar as lajotas e vigotas, coloque as escoras e tábuas de forma ordenada, para que a sustentação tenha a firmeza necessária.

Após a concretagem, não corte as lajes. Sempre verifique se os eletrodutos, tubulações e pontos de luz já foram previamente posicionados.

Amarre e sobreponha as malhas de aço com arame, não deixe de conferir se estão bem presas. Depois disso coloque o concreto e tome cuidado para ele não vazar.

Veja se o concreto está bem homogêneo e pastoso. Seque o concreto por 7 dias, mantendo a laje úmida durante todo esse processo.

 

Está pensando em fazer sua laje com concreto pré-moldado, que tal uma laje protendida de concreto? Entre em contato conosco através do WhatsApp clicando aqui.

Outras Publicações

×