Passo a passo de uma reforma em apartamento

Passo a passo de uma reforma em apartamento

Uma das coisas que as pessoas mais se atrapalham é com a reforma. E quando se fala em reforma em apartamento, as dificuldades dobram, uma vez que você mexe com suas organizações associadas com a organização do condomínio.

Detalhes específicos e outros mais generalizados permeiam toda obra do início ao fim. E quem opta por dar uma mudança no visual do imóvel precisa estar atento a tudo. Por ser um local em que há uma jurisdição por parte da diretoria do condomínio, sua reforma precisa estar adequada em dois aspectos: na sua preferência e nas diretrizes do patrimônio.

Mas se você ainda tem dúvidas de como se planejar, planejamos um passo a passo para lhe clarear as ideias. Lembre-se que uma reforma em apartamento é agregação de vários fatores. E se não há um cuidado com um deles, os problemas são sentidos.

Pense no que você vai fazer

reforma em apartamento - Concrenorte Pré-Moldados Embora pareça simples, é nesse momento que muita gente se atrapalha. A reforma já é algo em destaque, mas algumas pessoas acabam fugindo parcial ou completamente do planejado. A reforma deveria ser só a do piso, mas alguns já retiram a parede, algo que não era previsto.

Veja também: [7 Canais do YouTube com dicas de construção e reforma para você se inspirar ]

Por isso, reflita o que será feito no imóvel. Defina quais são as prioridades e o que pode ser feito posteriormente. Veja dicas e sugestões em blogs, sites e vídeos sobre construção e reforma e veja que estratégia poderá ser feita no seu apartamento. E não hesite em passar tudo para o papel.

Conheça as diretrizes do condomínio

Mesmo que o imóvel seja seu local de moradia, há uma diplomacia por trás disso. Saiba quais são as normas e regras que precisam ser obedecidas e que não interfiram a sua obra. Uma reforma em apartamento requer disciplina e bom senso. Questões sobre barulho, quebra de paredes, solicitações contra embargos e transporte de materiais pelo local são observações a serem analisadas.

Converse com a supervisão do condomínio para entender melhor como adequar a reforma com as normas estabelecidas. O condomínio precisa de uma boa convivência entre os moradores e o equilíbrio com seu bem-estar.

Tenha a documentação atualizada em mãos

De acordo com a Lei 10.406 promulgada em janeiro de 2003, existem algumas normas quanto a legalização da reforma em apartamento e do seguimento das regras como condômino. Numa dessas cláusulas consta a importância do morador do imóvel conter documentos atualizados e detalhados sobre o imóvel.

Informações sobre medidas, cômodos, itens que podem ser reformados ou não e outras autonomias para modificar o imóvel estão contidas nesses documentos. O condomínio possui poder para embargar sua reforma a qualquer momento, ainda mais se a obra não segue os parâmetros estabelecidos.

Por isso, contate a direção do local para ter acesso a esses documentos tanto como uma obrigação como também respaldo contra qualquer irregularidade que ocorra durante a reforma.

Pedidos com escopo equivalente aos critérios exigidos pela ABNT são necessários para garantir a proteção dos moradores ao redor e da estrutura do edifício. Se for necessário, converse com o síndico do condomínio e com mais profissionais técnicos especializados em reforma em apartamento de condomínio.

Contrate mão-de-obra especializada

Esse é um ponto interessante. Mesmo que a reforma seja algo comum, o trabalho é feito num apartamento e necessita do seguimento de jurisdições específicas. E caso os profissionais contratados não sigam esses critérios, pode ser um risco a você.

Contrate pessoal que já tenha experiência de reforma em apartamento. Desde o ato de levar materiais por escadas ou elevadores até o uso de materiais específicos, a contratação de técnicos experientes já é uma segurança. Eles poderão fazer vistorias bem mais eficazes, promover ações mais benéficas ao imóvel e ainda agir de acordo com o previsto.

Converse com quem já teve uma experiência, positiva ou negativa, com reforma em apartamento e na contratação de mão-de-obra. Veja e analise os pontos a serem trabalhados para então fazer a escolha correta da equipe.

E se você ainda sentir que terá dificuldade com tudo isso, ponha tudo no papel. Não tenha receio de se planejar e criar um organograma. Isso facilitará seu trabalho e dos técnicos sem infringir ou criar qualquer inconveniência.

Ao seguir essas informações, você terá um período de transformação do apartamento sem problema e nenhum descuido.

Outras Publicações

×