(63) 3411-2100

Matriz / Araguaína-TO

(99) 3524-7373

Filial / Imperatriz-MA

Qual a diferença entre concreto e cimento?

A primeira reação ao título deste artigo pode ser a pergunta: “mas existe mesmo alguma diferença?”. E não se acanhe caso você tenha pensado assim também, a diferença entre concreto e cimento é uma das maiores dúvidas de nossos clientes. 

Muitas pessoas acreditam que o cimento e o concreto chegam a ser a mesma coisa e, embora esses materiais sejam imprescindíveis na construção civil, existe, sim, diferenças. Tanto no processo de fabricação quanto na sua utilidade, hoje você conhecerá um pouco de cada material e suas principais diferenças.

Mas antes de explicarmos os pontos controvertidos, vamos entender o que cada um é, e sua finalidade:

O que é o cimento e como é fabricado?

Uma curiosidade: o material da construção civil teve sua origem em 1.700, na Grã-Bretanha, e a mente por de trás do primeiro tipo de cimento foi a do grande Joseph Aspdin. Joseph foi o homem que, pela primeira vez, adicionou argila ao calcário, sobreaquecendo o composto, o que fez surgir o primeiro tipo de cimento registrado da história.

O que mudou de lá pra cá? Simples, o composto do cimento. O cimento nada mais é do que a mistura de cálcio, alumínio, silício, ferro, calcário, e, a depender da finalidade da construção, pode haver outros compostos no seu processo de fabricação. 

Depois de tudo ser minuciosamente misturado, a composição é posta em fornos imensos e específicos, e aquecida a 1.482 °C. Durante o processo de aquecimento, o composto se torna algo que, visualmente, se assemelha ao mármore, que é chamado de clínquer. O clínquer é, em poucas palavras, a “matéria prima” do cimento.

Depois do processo de junção através do calor, e “endurecimento”, o composto é moído. Logo após de ficar na aparência em que estamos acostumados a ver (em pó), adiciona-se o gesso na composição (entre outras substâncias), e, depois de todo esse processo, o cimento está criado.

Aqui foi narrado processo de fabricação do cimento Portland, que é o cimento hidráulico muito utilizado na construção civil. Esse resultado, ao ter água adicionada na sua composição, faz com que se inicie uma reação química, fazendo com o que o cimento fique forte. O cimento é muito utilizado na composição de argamassas e betões (concreto).  

O que é o concreto e como é fabricado?

O concreto, a grosso modo, é um avanço do cimento. O primeiro teste oficial de concreto ocorreu na Alemanha, em 1.836, e de lá pra cá, a utilização do concreto nas construções se tornou praticamente obrigatório, pois se tornou o material mais resistente e duradouro.

O concreto é feito a partir da mistura do cimento Portland (aglomerante), água, pedras britadas (agregado graúdo), areia (agregado miúdo), além de alguns outros materiais aditivos, a depender da finalidade do concreto que está sendo fabricado.

Os materiais são misturados a água com o maior cuidado possível, para que ocorra a reação química desejada, a solidez do cimento. Antes do betão ficar completamente sólido, ele pode ser vertido para um molde, para a fabricação do que conhecemos como o concreto pré-moldado. Quando isso ocorre, o betão irá enrijecer em uma forma específica.

Ou seja, o concreto nada mais é do que a junção do aglomerante (cimento Portland), com agregados, aditivos e adições, que será moldado conforme a demanda para que foi fabricado.

Qual é a diferença entre concreto e cimento?

Agora que entendemos os compostos de cada tipo de material, e o respectivo processo de fabricação, fica mais fácil e até intuitivo entender a principal diferença dos dois.

O cimento é um material aglomerante para adição, já o concreto, é um produto pronto. Mas o que realmente importa, é entender que, embora o concreto seja um “produto pronto”, ele precisa do cimento (substância aglomerante) para existir. Pois, quando o cimento é adicionado à composição do concreto, juntamente com a água, dá ao composto a trabalhabilidade e impermeabilidade que ele necessita.

Um não é “melhor” ou “inferior” que o outro, um adiciona ao outro em sua composição estrutural. O cimento, nesse contexto, nada mais é do que um dos materiais essenciais para a fórmula do concreto funcionar. Sem o cimento, dificilmente o concreto teria, hoje, a utilidade que adquiriu nas construções.

Conclusão

Com o passar dos séculos, essa mistura de componentes que resultou no concreto se tornou extremamente popular. Hoje, o concreto deixou de ser um material bruto utilizado apenas em grandes construções industriais, para tomar espaço em grandes edifícios e até mesmo casas e edificações nas zonas rurais.

Hoje há estacas protendidas de concreto, currais, bebedouros de concreto, postes, lajes… Opção é que não falta no mercado para a comodidade do cliente.

Gostou de conhecer a diferença entre concreto e cimento? Há inúmeros artigos que explicam coisas simples do dia-a-dia que envolvem o concreto e o materiais de concreto pré-moldado, não deixe de conferir.

Outras Publicações

Churrasqueira Pré-moldada Concrenorte

CHURRASQUEIRA PRÉ-MOLDADA

Manual Gratuito da Churrasqueira Pré-Moldada Concrenorte

CURRAL PRÉ-MOLDADO

Guia Gratuito do Curral Pré-Moldado Funcional Concrenorte

ESTRUTURAS PRÉ-MOLDADAS

Guia Gratuito Estruturas Pré-Moldadas Concrenorte

e-book pisos intertravados - Concrenorte Pré-Moldados

PISO INTERTRAVADO

Guia Gratuito e Completo do Piso Intertravado Concrenorte