Concreto protendido ou armado? Conheça as diferentes aplicações

Concreto protendido ou armado? Conheça as diferentes aplicações

Em qualquer projeto de engenharia civil a escolha dos materiais é determinante para que se atinja o objetivo, isto é, para que o empreendimento possa ser projetado e executado com o máximo de eficiência, atendo a todos os requisitos técnicos e arquitetônicos, oferecendo o máximo de funcionalidade e conforto aos usuários e tendo sua vida útil estendida tanto quanto for possível.

Quando o assunto é os materiais em engenharia civil, poucos são tão conhecidos como o concreto. Dito de maneira simples, trata-se de um material feito a partir da mistura entre água, cimento, pedra e areia, sendo que o cimento quando hidratado pela água forma uma pasta resistente que permite a aderência da pedra e da areia.

Trata-se do segundo material mais consumido em todo o mundo, perdendo apenas para a água, uma vez que seus componentes são abundantes e fáceis de serem encontrados nos mais diversos locais ao redor do globo.

Um dos motivos desse emprego em larga escala está na capacidade do concreto de suportar forças de compressão, ou seja, resistência ao esmagamento. No entanto, possui baixa tolerância à força de tração (ruptura). Para resolver esse problema, surgiram aplicações do concentro que recorrem a outro artifício para torná-lo mais resistente à tração. Este é o caso do concreto armado e do concreto protendido.

Neste artigo, será explorada a diferença entre concreto protendido e armado. Mas para que isso seja possível, antes é necessário entender no que exatamente cada um deles consiste.

diferença entre concreto protendido e armadoConceituação de concreto armado e protendido

Uma das soluções mais comuns para agregar maior resistência à tração no concreto é por meio da inserção de barras de ferro em seu interior, e a essa prática se dá o nome de concreto armado.

A união entre o aço e o concreto cria um material resistente tanto à força de ruptura quanto à força de esmagamento. No entanto, essa resistência está diretamente relacionada à aderência entre os dois materiais, ou seja, é necessário que o concreto se firme na estrutura de aço, e por isso as vigas utilizadas possuem diversas nervuras, garantindo maior resistência.

Outro ponto de extrema importância reside no fato do aço e do concreto terem coeficientes de dilatação bastante próximos. Isso significa que ambos se expande quase o mesmo tanto diante do calor e se retraem quase na mesma medida diante de temperaturas mais baixas, algo de extrema importância em termos de resistência.

Veja Também [ Conheça os principais tipos de lajes: protendidas, treliçadas e Pi ]

Um ponto de diferença entre concreto protendido e armado reside na constituição do primeiro, que também possui estrutura de aço em seu interior. No entanto, as vigas de aços passam por um alongamento prévio à aplicação no concreto, dando maior resistência, além de possuir cabos de aço tensionados e ancorados no próprio concreto, o que resulta em ainda mais capacidade de resistência.

Tendo os dois conceitos claros, é possível partir com mais firmeza para a diferença entre concreto protendido e armado.

 

Valor

Está é uma importante diferença entre concreto protendido e armado. O concreto armado possui vida útil alta, é fabricado com matérias-primas mais baratas e não exige mão de obra especializada, já que é bastante comum na construção civil brasileira. Já o concreto protendido é mais caro tanto por sua composição quanto pela necessidade de mão de obra especializada para seu manuseio, apesar de possuir características mais favoráveis a uma série de situações. Assim, a escolha de um ou de outro deve ser determinada pelo próximo tópico.

 

Complexidade da obra

Trata-se da diferença entre concreto protendido e armado que mais pesa no momento da escolha, pois determina diversos fatores do empreendimento. Apesar de bastante eficiente, o concreto armado possui menor resistência que o protendido, e por isso é mais recomendado para obras que não sofrerão por fatores externos constantemente, como tráfego de pessoas e carros constantes, impactos de ondas do mar e de substâncias químicas.

Por tolerar bem agressões de origem externa, o concreto protendido é a melhor escolha, como no caso de empreendimentos expostos a condições climáticas intensas e/ou que precisam possuir grandes vãos.

 

Manutenção

Como é possível deduzir pelo que foi dito até aqui, o concreto protendido tem menor necessidade de manutenção preventiva e corretiva, o que no longo prazo significa economia e menor quantidade de interrupções nas atividades realizadas no empreendimento.

 Assim, considerando a diferença entre concreto protendido e armado, pode-se concluir que a tomada de decisão sobre o uso de um ou de outro dependerá antes de tudo das necessidades da obra em si.

Outras Publicações

×