Construir com Blocos de Concreto: Cuidados e Recomendações

 

Nesse artigo você vai saber quais são os cuidados que deve tomar ao utilizar bloco de concreto em seu projeto. Abordemos antes, porém, quais são as propriedades que devem ser consideradas na escolha do material a ser usado, se blocos cerâmicos ou bloco de concreto.

As paredes tem um papel importantíssimo em qualquer projeto de construção. Você sabe que pelo interior das paredes passam as instalações hidráulicas e elétricas. De acordo com o material utilizado, será possível obter melhor ou pior resultado em termos de termo acústica e delimitação de espaço nos ambientes projetados.

A definição do material que será usado na elevação das paredes deve ser definida já no curso da elaboração do projeto arquitetônico. O propósito dessa definição prévia é obter redução de custos, eliminação de desperdício de materiais e maior precisão no cálculo estrutural. O preço do material, combinado com a qualidade e funcionalidade, são fatores de êxito na execução, pela realização da melhor relação custo-benefício.

Além do preço do material, é preciso levar em consideração alguns fatores primordiais, dentre os quais o acabamento e as propriedades térmicas. São fatores que devem, também, estar associados à agilidade. Cumprir e antecipar prazos são um diferencial importante.

Por fim, deve-se levar em consideração a capacidade do material de suportar as cargas mais diversas inerentes à construção.

bloco de concretoPor que optar pelo bloco de concreto?

 A principal característica do bloco de concreto é o fato de ser produzido industrialmente, de acordo com as especificações. Esse processo permite planejamento da execução, eliminação de desperdícios, cumprimento de prazos e um ambiente de maior organização no canteiro.

Leia Também:  [ Tijolo ou Bloco de Concreto? ]

O material é composto de cimento, água e agregados, dentre os quais podem estar presentes areia natural ou artificial, pedrisco e pó de pedra. A combinação de elementos é submetida a um equipamento de vibração e prensagem, seguida de um processo de cura.

Cuidados e recomendações para construir com bloco de concreto.

Para obter o melhor resultado, como no uso de qualquer material, é preciso atentar para alguns cuidados no uso do bloco de concreto. Relacionamos, a seguir, quatro cuidados principais:

1 – Planeje minuciosamente a execução

Um planejamento minucioso da execução do projeto garantirá que os benefícios da escolha do bloco de concreto sejam usufruídos da melhor forma, com o cálculo preciso da quantidade de blocos e argamassa a serem utilizados.

Estar atento à necessidade desse planejamento garantirá o controle do custo com materiais, tempo e mão de obra.

 2 – Atenção à origem e qualidade do material.

Como sabemos, os blocos de concretos são fabricados industrialmente e esse processo atende a uma série de requisitos técnicos. Por isso, é importante checar se o fabricante segue esses requisitos.

O outro cuidado a ser tomado na hora da compra é fazer a avaliação presencial do material. Verifique se existe trincas no material, sua performance frente a testes de resistência, peso, homogeneidade, absorção de umidade e condução térmica.

3 – Cuidados na aplicação do bloco de concreto.

No curso da aplicação e assentamento do material na obra, esteja atento aos cuidados necessários para não perder desempenho do material:

  • Jamais molhe os blocos ou os deixem expostos à chuva e umidade;
  • A dosagem e a mistura da argamassa devem ser feitas por um engenheiro ou mestre de obra;
  •  Não acrescente areia ou cimento à argamassa depois que essa estiver pronta e não a utilize após duas horas e meia depois de feita a mistura;
  • Evite permitir que a argamassa entre nos buracos dos blocos e não a reutilize após cair no chão;
  • Certifique-se de que os blocos estão corretamente alinhados para evitar que a massa endureça com falhas no assentamento;

4 – Atenção às instalações elétricas e hidráulicas.

Como o processo de fabricação do bloco de concreto é inicial, procure definir a escolha do material e os cortes dos blocos durante o projeto, evitando assim o aumento do custo com desperdício.

Por essa mesma razão, como não é possível quebrar ou cortar as paredes, as instalações devem ser feitas concomitantemente ao assentamento dos blocos.

É possível, no entanto, mesmo após o assentamento, o corte da estrutura para a instalação de colunas de águas pluviais e coletoras de esgoto.

Outras Publicações

×