Laje protendida: conheça essa opção

Laje protendida: conheça essa opção

Quando se fala em modernização em projetos arquitetônicos, muito se pensa em construir grandes empreendimentos com maior aproveitamento de espaço sem a necessidade de se gastar mais para construir novos pavimentos. Isso já é possível de se notar em alguns tipos de condomínio em que cada piso apresenta um único apartamento. Essa abertura mais fácil e uma área mais segura são possíveis graças à tecnologia de proteção, muito utilizada ultimamente. E essa técnica é garantida através da construção de uma laje protendida.

Muito usada já em arquiteturas de condomínios, escolas, faculdades, áreas de festas e até aeroportos, a laje protendida é sinônimo de economia e de rendimento. Uma vez que a necessidade de verticalidade não é algo notório, a laje protendida também ajuda a equipe de projetos a flexibilizar modelos de arquitetura e até usar outros métodos de engenharia estrutural.

Quando fixada no concreto do piso, a laje protendida proporciona uma redução na dimensão do espaço e também reduzem a necessidade de se implantar mais vigas ou pilares para manter a estrutura firme. Os utensílios usados para sua construção podem ser plastificados ou engraxados dependendo do modelo planejado da edificação.

O papel principal desses materiais é justamente absorver a tensão da carga da estrutura de forma que as trações de força não provoquem nenhum desequilíbrio no piso. A laje protendida então fornece maior aderência e maior versatilidade para aproveitar o espaço que não está repleto de pilares ocupando a área.

 laje protendida

Usos dos tipos de laje protendida e seus benefícios

 

Maciça

É o tipo mais comum, muito usado em hospitais e escolas. A espessura é menor, variando entre 16 a 18 centímetros, e as cordoalhas são engraxadas. Para que a resistência seja aperfeiçoada, os cabos são traçados para deixar a estrutura mais firme e também evitar que o concreto da laje apresente fissuras.

 

Nervurada

Usam-se nervuras que são introduzidas com as cordoalhas engraxadas. Elas são parecidas com o método da laje comum, mas os pilares são um auxílio dos cabos, que também são traçados.

 

Alveolar

É um dos tipos de laje protendida mais baratos e por isso a economia é sua principal vantagem. São usados painéis de concreto compostos por alvéolos e que fazem uso de fios para sustentar a estrutura. Não tão grande, um painel costuma apresentar 30 centímetros de altura e dá em mais espaço para quem quer aproveitar a área. Construções como shoppings e condomínios de um apartamento por andar já apresentam esse modelo de laje.

 

Modelo Steel Deck

Esse tipo de laje é feita com um aço Steel Deck que já é feito para uma laje protendida. A vantagem desse modelo é que a protensão só é feita depois da instalação das cordoalhas e apresenta maior força contra cargas ainda mais elevadas. Edifícios garagem, por exemplo, são um ótimo exemplo para se aproveitar lajes protendidas desse modelo.

 

Por que usar uma laje protendida?

Montar uma laje é caro. Materiais para fazer a pontuação dos utensílios, ferramentas para corte e até custos contra possíveis deformações da construção acabam pesando no bolso do dono do empreendimento. O grande potencial da laje protendida é a certeza de que o proprietário não vai gastar mais do que o necessário para se ter uma estrutura completa, segura e bem-feita.

 

Flexibilidade

Como a laje proporciona maior espaço para se aproveitar outras atividades, o arquiteto e sua equipe de projetos consegue flexibilizar melhor a forma de como trabalhar a aparência da construção sem ter que destruir ou ter que gastar mais para usufruir da liberdade arquitetônica.

 

Segurança na estrutura

Outro detalhe se encontra na segurança. Como os cabos e as cordoalhas absorvem maior força de tração da estrutura, cargas mais pesadas podem ser postas sobre a laje protendida sem o risco de ocasionar rachaduras, fissuras ou outro tipo de deterioração. Mesmo que sejam feitas vistorias de segurança e análise de sua composição, a necessidade de se eliminar o projeto é bem menor do que numa laje à base de concreto armado. Instalar mais tubulações, revestimentos e outros elementos de engenharia também não são exigidos, economizando dinheiro e tempo para mão de obra executar o trabalho.

Veja Também [ Piso intertravado: saiba como usá-lo na sua casa ]

Mas atenção! Para quem deseja construir uma laje protendida, deve-se estar atento às normas da ABNT prescritas para a construção da edificação e seguir cada critério a fim de se obter essas e outras inúmeras vantagens.

Outras Publicações

×