Manejo inadequado de bovinos: entenda as consequências 

A produção de gado quer seja de leite ou corte, deve levar uma série de fatores em conta para que possa ter o máximo de produtividade e ganhos econômicos ao produtor. No entanto, o que se observa na produção de gado brasileiro é um manejo inadequado de bovinos, algo que tem impactos significativos em diversas áreas.

É necessário levar em conta as melhores práticas em todos os elos da cadeia produtiva e a obtenção de um manejo adequado, alinhado com as necessidades e exigências do mercado com o ganho necessário ao produtor. Descubra quais as perdas causadas pelo manejo inadequado de bovinos abaixo.

manejo inadequado de bovinos

Degradação do pasto

A pastagem é de extrema importância, mas o que se observa na maioria das propriedades do Brasil é que os pecuaristas não dão a devida importância. Para se ter ideia, somente na região do cerrado brasileiro, mais de 50 milhões de hectares de pastagens estão degradados.

 

Por isso, é necessário levar em conta uma série de fatores para diminuir a degradação do pasto. A fertilidade do solo, a necessidade de adubação, as pragas que competem com a grama e influenciam na absorção de água, luz solar e nutrientes; e insetos e doenças que reduzem a área foliar e diminuem o crescimento das gramíneas.

 

Em relação ao manejo animal, dois fatores são de especial importância: a adequação da taxa de lotação de cada área de pasto e a entrada e saída dos animais do piquete, que danificam o pasto e impede a engorda dos animais.

 

Baixa qualidade das instalações rurais

O bem-estar animal tem sido um dos assuntos mais debatidos na pecuária. Isso porque o interesse dos consumidores sobre o assunto tem crescido cada vez mais, despertando a consciência para o processo. Hoje, sabe-se que mesmo que o preço do produto final, leite ou carne, seja mais elevado, os consumidores estão dispostos a pagar mais pela certificação de que eles foram criados em condições adequadas e abatidos por meio de práticas mais humanas.

Quando essa é a questão, as instalações rurais são de extrema importância, em especial o curral anti-estresse, que tem formato curvo e seringas fechadas. Dessa maneira, não permite que os animais enxerguem para onde estão indo. Isso faz com que a agitação e aglomeração sejam reduzidas, ao mesmo tempo em que reduz a necessidade do uso de bastão e de gritos.

 

Abate

Esse é um fator de extrema importância para o gado de corte, pois a qualidade da carne depende diretamente de como é realizado o transporte. Em pesquisa realizada em 2005, pesquisadores analisaram carcaças e chegaram à conclusão que 40% delas apresentam contusão, muitas delas em regiões que possuem os cortes mais nobres, como alcatra, contrafilé e picanha.

Essas contusões são indesejáveis, pois além de serem menos aceitas pelo consumidor, aceleram o processo de decomposição da carne e, devido ao excesso de sangue acumulado, permite o maior crescimento de bactérias.

Leia Também [ Como evitar o estresse durante o manejo no curral ]

Apesar de muitas das contusões acontecerem durante o transporte, boa parte delas é causada na propriedade rural devido ao manejo inadequado de bovinos, no qual interferem as habilidades dos manejadores, a raça, peso e temperamento dos animais.

Assim, é possível concluir que todos os fatores levantados acima e decorrentes do manejo inadequado de bovinos interferem nos ganhos do produtor, e por isso precisam ser levados em consideração na produção, evitando prejuízos financeiros.

Uma pastagem danificada fornece menos nutrientes a gramíneas, fazendo com que os animais consumam menos nutrientes e ganhem menos peso. Esse processo é acelerado pelo estresse causado pelo manejo, uma vez que de acordo com a Embrapa um animal pode perder até uma arroba de peso quando é posto em um curral sem instalações adequadas.

Já em relação às contusões causadas pelo manejo inadequado de bovinos, as perdas econômicas são maiores conforme o grau da lesão, sendo que no primeiro grau há apenas lesões no tecido superficial, no segundo, lesões no tecido muscular e no terceiro, lesões capazes de chegar ao tecido ósseo.

Portanto, quando todos esses fatores são levados em consideração na produção, não significa apenas maiores ganhos ao produtor, mas também maior bem-estar aos animais. Isso significa que a imagem dos consumidores intermediários ou finais em relação ao produtor será positiva, reforçando a qualidade de seu produto e criando no mercado, um consumidor fiel.

Outras Publicações

×