Saiba como iniciar uma criação de gado

Saiba como iniciar uma criação de gado

Está começando a pensar em como criar boi de corte? Para iniciar a sua própria criação de gado, você vai precisar seguir alguns passos. É claro que há mais de um caminho a percorrer, e você deve decidir qual é o melhor para você – até porque, é você quem sabe quais recursos estão disponíveis. Mas, de uma forma ou de outra, você deve estar atento a todos os passos, para aumentar as chances de sucesso e diminuir os riscos.

Faça um planejamento

Criar boi de corte

Criar boi de corte é um empreendimento e, como qualquer outro, precisa de um Plano de Negócios. Você deve ter uma noção do que precisa, de qual tipo de gado você quer, qual sua verba inicial e quais equipamentos ainda precisa adquirir. Com tudo isso na ponta do papel, você poderá ter uma estimativa do que esperar pelos próximos anos.

Uma boa dica é fazer a análise SWOT (ou FOFA, em português). Ela aponta alguns dos pontos mais importantes no desenvolvimento de qualquer negócio:

– Potencialidades (todas as vantagens que a sua criação já possui)
– Fraquezas (todas as desvantagens que sua criação possui)
– Oportunidades (tudo que poderá ser usado a favor da sua criação)
– Ameaças (tudo que poderá afetar negativamente a sua criação)

Não esqueça, também, de localizar uma boa região para sua criação. Fatores climáticos, vegetação, comunidades no entorno e o mercado em geral influenciam muito nessa decisão. Tenha certeza de ter pesado bastante todas as opções antes de fechar negócio em uma fazenda. Caso você já tenha um local, herdado, por exemplo, ainda assim é importante fazer essa avaliação da área para reconhecer seus pontos fortes e fracos

Pesquise

Além da propriedade, você também vai precisar de uma série de ferramentas e equipamentos. Algumas fazendas já veem com certas instalações próprias para criar boi de corte, mas nem sempre elas serão da melhor qualidade ou estarão nas melhores condições. Por isso, para todas as máquinas e materiais que ainda faltam ou devem ser substituídos, é recomendável que você faça uma extensa pesquisa a respeito. Não esqueça de checar leilões.

Leia também:[ 4 passos para um manejo de pastagem eficiente ]

Todas as decisões nesse âmbito dependerão do que é necessário e do quanto você pode gastar nessa fase, de acordo com seu planejamento inicial. Também haverão mais variações dependendo do que você busca; se, além de criar boi de corte, você também quiser separar uma parte do gado para ordenhamento, será preciso mais um estábulo só para isso, além de mais construções e suportes.

Algumas das coisas mais importantes são cercas ou currais resistentes, comedouros e bebedouros. Há de se considerar também se, ao criar boi de corte, você pretende fazer operações simples de engorda ao ar livre ou se pretende investir em rações e suplementos.

Conheça os animais

O seu orçamento, bem como seus objetivos e metas, devem ajudá-lo a definir qual o tipo de gado a ser escolhido. Se você quiser, além de criar boi de corte, criar também um gado leiteiro, você deve ter em mente que isso gastará mais dinheiro e tempo. De uma forma ou de outra, chegará o momento de escolher as raças dos bois e/ou vacas.

Para gado de corte, ao menos no começo, é melhor se concentrar em uma raça só, de preferência dócil. As melhores para esse fim são Red Poll, Shorthorn, British White e Galloway, entre outras. Comece com poucas – não estoure seus limites.

Capacite-se (e seus funcionários)

Caso você sinta que não sabe muito sobre criação de gado e agronegócio no geral, ou mesmo só queira aprender mais, você pode buscar por um curso de agronegócio. Dois dos melhores cursos do Brasil são da Universidade de Brasília (UnB) e da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Seus funcionários também podem se beneficiar muito de uma capacitação. Ofereça treinamentos aos que não são tão experientes, e garanta que nem sua equipe nem seus animais sairão estressados demais de todos os processos.

É claro que existem mais aspectos com os quais lidar ao criar boi de corte, mas muitos deles serão descobertos conforme você adentra nesse estilo de vida. Não esqueça também de manter acompanhamento veterinário, e de manejar a pastagem de maneira eficiente. Boa sorte e boa criação!

Outras Publicações

×